terça-feira, 22 de junho de 2021 05:48

INÍCIO | LINKS ÚTEIS | TRABALHE CONOSCO | CONTATO


Novos caminhos do agronegócio

Seção:
Postado em 25/05/2015

Já é sabido que dentro de dez anos o agronegócio brasileiro terá uma nova realidade, uma nova “formatação”. A profissionalização do campo e o cenário global serão fatores chave de sucesso para se produzir mais com custo menor.

Consultores e estudioso afirmam que pelo menos três fatores vão retirar muitos produtores do campo: a sustentabilidade, equilíbrio econômico-financeiro e a tecnologia. Por óbvio, o produtor que já está trabalhando e aplicando estes conceitos está cada vez mais perto de um futuro de sucesso do que aqueles que ainda se mantém presos às velhas práticas.

As perspectivas apontam que teremos menos gente produzindo, mas produzindo melhor, de forma mais sustentável, com a governança mais organizada e com mais tecnologia e lucro. Com a competição por mercado acirrada e a economia tomando rumos adversos, daqui para frente só sobreviverão do agronegócio aqueles que estiverem acompanhando constantemente as evoluções do setor.

Compreende-se que o clima é capaz de aumentar a produtividade ao mesmo tempo em que pode fazer com que o negócio rentável vire um prejuízo sem fim. E esse prejuízo, na grande maioria das vezes, fica com o produtor. Porém, se o empresário rural souber lidar com esses fatores externos e alheios à sua vontade, consequentemente terá um controle praticamente absoluto sobre o que acontece nas suas propriedades.

É claro que diante da dificuldade de acesso a novos financiamentos, os produtores rurais já estão atrasando a compra de insumos para a próxima safra. Levantamento feito pelo Broadcast, com dados do Banco Central mostra que a queda de contratações para custeio no primeiro quadrimestre do ano foi de 18,86% em comparação a igual período de 2014. O desempenho do crédito foi influenciado, entre outros fatores, pela menor captação da poupança rural e por uma retração dos depósitos à vista – principais fontes para o financiamento do agronegócio.

Em um ambiente altamente competitivo, somente a partir da inovação e foco na gestão será possível ter sucesso e boa rentabilidade. Ainda há muito espaço para evoluir. Trazer essa discussão à tona e criar um espaço de debate e troca de experiências constitui-se importante estratégia para um agronegócio cada vez mais inovador, competitivo e sustentável!

Eduardo Kümmel
Advogado e Diretor da Kümmel & Kümmel Advogados