quarta-feira, 16 de junho de 2021 22:41

INÍCIO | LINKS ÚTEIS | TRABALHE CONOSCO | CONTATO


SUCESSO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

Seção:
Postado em 18/05/2012

O agronegócio brasileiro tem um histórico de sucesso que vem da perseverança, do empreendedorismo e do dinamismo do produtor rural.

É importante destacarmos que o agronegócio brasileiro tem uma posição muito relevante na economia mundial e vem se tornando o maior do mundo, pois conta com a disponibilidade de recursos naturais como fator de competitividade. Nos próximos dez anos iremos dobrar nossa produção de grãos, saltando dos 160 milhões para 250 milhões de toneladas.

Entendo que dentre os fatores essenciais para o sucesso do agronegócio destacam-se a necessidade de subsídios e uma política agrícola que proteja o produtor rural, que o mantenha competitivo; o investimento do governo na melhoria na infra-estrutura física das estradas de acesso para o escoamento da safra, investindo no setor portuário e a redução dos custos logísticos; na construção de silos, armazéns e equipamentos para o acondicionamento da produção; a desoneração da carga tributária sobre o combustível utilizado na atividade, no transporte da produção e dos insumos; permitir a importação direta de defensivos e fertilizantes; a eliminação do imposto incidente sobre a energia elétrica; o oferecimento de um seguro rural sério que garanta não só as perdas, mas também o lucro do produtor, com custos financeiros menores baseados na proporção do risco de cada um, tendo seguro ou garantia, a taxa ficaria no máximo em 3% até 5% a.a.

Como a estiagem é um fator que afeta enormemente o agronegócio em nosso Estado, decorrente dos fenômenos El Niño e La Niña, precisamos de políticas públicas antecipadas que minimizem o impacto causado pela longa estiagem, o que já pode ser previsto com antecedência através das previsões metrológicas e prognósticos climáticos, não esperando o fenômeno ocorrer para buscar soluções.

Está na hora de buscarmos novas ideias, investir em armazenamento de água e sistemas de irrigação, fazer o escalonamento da semeadura, não plantando toda a área de uma vez só, diversificar a produção, etc. Buscar informações e atualizações junto ao INCRA, SEBRAE, SENAI, sindicatos rurais e demais órgãos, compartilhar estratégias orientadas para o mercado de negócios, realizar treinamentos e freqüentar cursos que lhes indiquem formas de melhorar a produtividade e a diminuição de custos.

Agora é o momento do produtor se atualizar e se profissionalizar mais ainda, dos pequenos e médios se verem como grandes, o agricultor passar de pessoa física àjurídica, se organizando e unindo em cooperativas, associações ou até mesmo sociedades, reduzindo custos e fortalecendo o poder de compra e a lucratividade, como forma de buscar igualdade de preço, competitividade e negócios.

O produtor de sucesso será aquele que tiver sua atividade na ponta do lápis, com enxada e notebook, com financiamentos e com rendimentos, com produção e com armazenamento, com lucro e com investimento, com ideias e com CONQUISTAS!

Eduardo Kümmel
Advogado – Diretor da Kümmel & Kümmel Advogados Associados