segunda-feira, 5 de dezembro de 2016 14:33

INÍCIO | LINKS ÚTEIS | TRABALHE CONOSCO | CONTATO


COLHEITA DE ARROZ NA RETA FINAL NO RS

Seção:
Postado em 03/05/2013

A colheita de arroz no Rio Grande do Sul está na reta final, os municípios de Alegrete, Palmares do Sul, Torres e Rio Grande já finalizaram a colheita. De acordo com o levantamento do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), foram colhidos 94,66% dos 1.082 milhão de hectares semeados. A área colhida até o momento chega a 1.024 milhão de hectares com uma produtividade média de 7.476 mil quilos por hectare e uma produção de 7,66 milhões de toneladas até o momento.

De acordo com o presidente do Irga, Claudio Pereira, a colheita evolui com dados muito semelhantes à última safra, no mesmo período o índice era de 92,6% e produtividade era 7.509 quilos por hectare. “Neste ano o diferencial é o preço do arroz em plena colheita que esta 13% mais alto que o ano anterior”. Pereira atribui como um dos fatores do preço mais elevado, a rotação com soja que reduziu a oferta do cereal na largada. “Mas uma dica importante é para que o produtor não deixe para vender todo o seu arroz no segundo semestre, o interessante seria que o produtor pudesse fracionar a sua venda”, alerta.

A região mais adiantada é a Zona Sul que já colheu 98,27%, dos 172,2 mil hectares semeados e é a região que possui o maior índice de produtividade média 7.705 quilos por hectare e em alguns municípios como Rio Grande a produtividade média ficou em 8.530 quilos por hectare. Santa Vitória do Palmar, a terceira maior produtora do RS, com 73,4 mil hectares cultivados, está com 99% da produção colhida e uma produtividade de 7,491 mil quilos por hectare.

A Planície Costeira Externa já colheu 97,64% dos seus 139.343 mil hectares cultivados, sendo a segunda região com a colheita mais adiantada. Os municípios de Torres e Palmares do Sul já concluíram a colheita. A região está com uma produtividade média de 7.110 mil quilos colhidos por hectare.

Com 141.291 mil hectares plantados os municípios da Planície Costeira Interna já colheram 96,37% da área. A cidade de Camaquã registra o índice de 98,30% e é a maior produtora da região com 50.571 mil hectares semeados.

A Fronteira Oeste, a região com a maior área semeada do Estado, já colheu 95,32% dos 329.473 mil hectares. O município com a maior extensão de área no RS é Uruguaiana, que nesta safra plantou 103,020 mil hectares e já colheu 93% da produção seguido de Itaqui, segunda maior cidade produtora com 97,117 mil hectares e registra uma colheita de 96.30% da área plantada.

As regiões que estão com a colheita mais tardia são a Campanha 89,89% e uma área cultivada de 151,673 mil hectares, o município de Dom Pedrito, maior produtor da região já colheu, 94,98% da área de 43.650 mil hectares. A Depressão Central está com 89,45% da safra colhida e plantou 148.492 mil hectares, Cachoeira do Sul é a cidade que possui a maior área de cultivo do cereal com 32.950 mil hectares e 87% da área colhida.

Planejar a próxima safra
O presidente do Irga, Claudio Pereira, recomenda cautela aos produtores ao planejar a área para a próxima safra. “Temos que ter cuidado para não ter uma área muito grande para que não acarrete em muita super produção e possíveis dificuldades de comercialização no futuro”, lembra Pereira.

De acordo com Pereira a recomendação é que os produtores procurem a assistência técnica do Irga, por meio dos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural da autarquia no interior do Estado e utilizem as áreas disponíveis para a prática da rotação de culturas. “Pode ser soja, milho e a integração lavoura, pecuária, o importante é que o produtor utilize cada vez mais está prática”, acrescenta.

Fonte: Irga.