Fotos: arquivo pessoal

Nascido em Santa Maria, o advogado e empresário Eduardo Kümmel, 51 anos, segue a trajetória jurídica iniciada pelo pai. No Coração do Rio Grande, ele consolidou a carreira na advocacia empresarial e de agronegócio. O segundo filho de Waldemar e Lucia Felkl Kümmel, falecidos, é irmão dos também advogados Ana Rita e Carlos Daniel. Eduardo é casado há 20 anos com a bacharel em Direito e empresária Edília Ribas Kummel, 45, e tem três filhos, o estudante de Medicina Carlos Eduardo, 23, a acadêmica de Direito Ana Lucia, 21, e Lucas, 12. Eduardo atua, desde jovem, na Kümmel & Kümmel Advogados Associados, escritório fundado por ele e o pai. Após morar por inúmeros anos na cidade natal, o santa-mariense reside em Palmas (TO), dando sequência à empresa.

Eduardo e a esposa, Edília, em Cancun, em passeio de férias

Diário – Exercer a advocacia era um sonho de infância ou tinha outras aspirações?
Eduardo Kümmel – Sempre gostei de esportes, especialmente de ser goleiro. Cheguei a jogar no Inter-SM, na década de 1980. Devido ao meu perfil competitivo, me desafiava constantemente, extraindo meu melhor. Joguei handebol, basquete e fui goleiro de futebol de salão, competindo por Santa Maria e região. Hoje, alguns problemas de saúde me impedem de praticar esportes, mas esses bons tempos guardo para sempre na memória. A advocacia veio pela admiração ao meu pai, sua dedicação e desempenho. Acabei me tornando, também, um apaixonado pelo Direito.

Diário – Quais prioridades o norteiam?
Eduardo – Quatro pilares norteiam minha vida. A família, em primeiro lugar, a fé, os amigos e o trabalho. Nada se constrói sem muito amor, suor e empenho.

Em momento ímpar, Eduardo (à esq.), Carlos Eduardo, Ana Lucia, Waldemar (à frente, à esq.) e Lucas

Diário – E como se dá a relação do senhor entre a família e o trabalho?
Eduardo – Ingressei no curso de Direito aos 18 anos, porém, antes mesmo, eu já trabalhava no escritório do meu pai. Ele foi meu exemplo de caráter, íntegro, inspirador e todos os outros atributos possíveis. Não esqueço, também, do meu querido mestre Eloi Petry. Entrei na área do Direito como advogado e empresário, sempre buscando evitar e solucionar problemas dos clientes, amenizando custos e riscos. Minha filha, Ana Lucia, cursa Direito em Santa Maria, dando continuidade ao nome e tradição da família na área, com os mesmos princípios de honestidade, ética, luta e desejo de vitória que regem nosso exercício.

Diário – A Kümmel & Kümmel foi criada em Santa Maria e se expandiu no Estado e país.
Eduardo – Sim, o escritório segue um ritmo de contínuo desenvolvimento. Precisamos estudar com afinco para acompanhar as mudanças diárias na legislação e estarmos atualizados técnica e administrativamente. Além de estar em três cidades gaúchas, estamos em São Paulo (SP), na Avenida Paulista, em Brasília e, há três anos, no Tocantins, onde moro desde 2019, com minha esposa, Edília, e o caçula, Lucas. Pretendo, até o final de 2020, expandir a empresa também para o Pará e Bahia. Já lutamos muito, alcançamos boas vitórias e títulos. Fomos eleitos entre os melhores escritórios de advocacia do país por duas vezes e outras quatro vezes no Rio Grande do Sul.

Sócios da Kümmel & Kümmel Advogados Associados de Santa Maria, Eduardo (à esq.), Wilmar, Ricardo e Daniel

Diário – Quem esteve com o senhor nesta trajetória profissional?
Eduardo – Sou imensamente grato ao meu pai, pela paciência e ensinamentos da vida e do saber jurídico, à minha esposa, que me acompanha em todos os momentos e compreendeu que era chegada a hora de buscar algo no norte do país, aos meus filhos, que amo enlouquecidamente, aos advogados que fazem parte ou já fizeram do corpo jurídico da Kümmel, meu querido sócio e irmão Ricardo Vollbrecht, meu irmão, Carlos Daniel, minha secretária executiva, Aline, que está comigo há 20 anos, e ao meu amigo e atual sócio no Tocantins, Fernando Schneider, que acreditou na minha proposta.

Diário – O que carrega de Santa Maria?
Eduardo – Apenas boas lembranças e grandes amizades, do tempo de esporte, do colégio, compadres, aqueles com quem já não convivo diariamente, mas sei que a amizade é eterna, além de clientes e colegas do escritório. Gosto muito da cidade onde cresci e me desenvolvi. Em Santa Maria, há grandes empresários e tudo para ser uma das maiores cidades do Estado e até do país. Viajo a trabalho para o município todos os meses, mas, sempre dando um tempo para matar a saudade da nossa querida cidade e amigos.

Em reunião com a Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços do Tocantins, em 2019

Diário – Por que escolheu o Tocantins?
Eduardo – O Tocantins e o norte do país são totalmente diferentes do Sul, a não ser pela quantidade de gaúchos que já moram aqui. Sou extremamente empreendedor e busco novos caminhos para a Kümmel e meus demais empreendimentos. Montei o Instituto de Desenvolvimento Norte Sul (IDNS), para levar empresários do Sul para o Norte do Brasil. Também tenho, há 16 anos, a Kümmel Gestão Rural, que lida com gestão de dívidas, patrimônio e sucessão. Moro na capital do Estado, Palmas, uma cidade nova, com excelente qualidade de vida, em desenvolvimento e expansão, e que, ainda, conta com aeroporto, grande atributo positivo. Com minha vontade de crescer, expandir meus negócios e ver meus filhos também construírem seus futuros aqui, escolhi como morada.